Estação Ecológica de Bananal participa de plantio no entorno da unidade

Depois do incêndio, entidades se unem para a recuperação da Serra da Bocaina

Texto: Dirceu Rodrigues
Fotos: Thiago Nogueira
Revisão: Cris Leite

A paisagem da Serra da Bocaina, parcialmente consumida por um incêndio de grandes proporções, em setembro de 2017, começa a ser mudada. A Estação Ecológica de Bananal promoveu, em março de 2018, a quarta Expedição Ambiental ao Rio Bananal para reflorestar trechos da mata ciliar do rio Bananal em Área de Preservação Permanente (APP) no entorno da unidade.

A ação contou, mais uma vez, com o apoio da Associação de Moradores e Amigos do vale da Bocaina (Amovale), do Grupo de Escoteiros Desbravadores, da Prefeitura Municipal de Bananal e da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE-RJ), sob a coordenação dos funcionários da Estação Ecológica de Bananal.

Como nas edições anteriores, participaram em torno de 100 pessoas. Além de reflorestar os trechos degradados da mata ciliar do Rio Bananal, os organizadores buscam, com a ação, sensibilizar e mobilizar a sociedade de Bananal para que a mesma se sinta parte desse ambiente e passe a protegê-lo.

Para os organizadores do evento, o objetivo do plantio é contribuir para a recuperação da vegetação nativa de Mata Atlântica e recuperação da saúde das nascentes de água doce da região, da diversidade biológica da Serra da Bocaina, além de restabelecer locais de abrigo para fauna.

O incêndio do ano passado foi uma grande tragédia para a região, conta Thiago Nogueira, gestor da Estação Ecológica de Bananal. Mas, também, “fortaleceu grandes parcerias, todas unidas com o objetivo de combater as chamas naquela ocasião. Nesta nova página da história, representantes da EEB, de associações do entorno, prefeitura e voluntários já se comprometeram a participara dos plantios que estamos programando para recuperar todas as áreas atingidas”.

Estação Ecológica de Bananal

Neste mês, a Estação Ecológica de Bananal completa 31 anos. Criada com o objetivo de proteger os últimos remanescentes da Serra da Bocaina,  oferece em seus 884 hectares uma área de pesquisa para profissionais da área de meio ambiente, alunos de graduação, pós-graduação e professores de diversas universidades do País.

Situada em uma região de relevo acentuado na Serra da Bocaina, que apresenta picos de até 2.132 metros, tem entre seus principais atrativos a Trilha da Cachoeira, onde é possível contemplar o último salto da Cachoeira 7 Quedas, e da Trilha do Ouro, trilha histórica , construída no século XVIII.

Serviço
Para atividades ciclísticas e caminhadas das 8h às 17h, inclusive no horário de verão, de segunda-feira a domingo, mediante agendamento.
Dias e horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Telefones para informação:  (12) 3116-2008
E-mail: ec.bananal@fflorestal.sp.gov.br
Endereço: Rodovia SP 247, km15 mais 10 km pela Estrada do Ariró – Bananal –SP CEP 128550-000