Campanha “Deixe o Uçá Namorá” conscientiza sobre o período de reprodução de caranguejo

No primeiro final de semana após a virada do ano, pescadores e curiosos esperam a famosa “andada”, ritual de acasalamento dos caranguejos-uçá. Campanha visa alertar sobre a importância de respeitar o período de reprodução

O Instituto Maramar para Gestão Responsável dos Ambientes Costeiros e Marinhos, com o apoio da Fundação Florestal, por meio da Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Centro (APAMLC) e Polícia Militar Ambiental, lançou nesta quinta-feira, 28/12, uma campanha de educação ambiental para defender o namoro livre dos caranguejos-uçás.  O projeto “Deixe o Caranguejo-Uçá Namorá” visa sensibilizar a população sobre a importância de respeitar a “andada”, período em que os animais se reproduzem. Trata-se de um momento fundamental para a renovação dos estoques pesqueiros e essencial para as populações de caranguejo-uçá.

Durante dias consecutivos nos meses de verão, datas de grandes marés conhecidas pela abundância de caranguejos nas imediações dos manguezais, técnicos do Maramar estarão em campo divulgando a campanha. Serão distribuídos materiais de comunicação para comerciantes locais ou organizações que desejarem associar suas marcas à causa e atuar pela proteção à biodiversidade.

Como área demonstrativa para iniciar os trabalhos, foram escolhidos os manguezais do Canal de Bertioga, que correspondem a cerca de metade de toda a área do mesmo tipo na Baixada Santista. São territórios pesqueiros que apresentam uma produtividade biológica acima da média na região, o que atrai um número elevado de pescadores locais e de diferentes bairros vizinhos. Durante a andada do caranguejo-uçá, que ocorre nos meses de verão é muito comum a prática da pesca predatória, feita por pescadores e não pescadores.

Para enfrentar a pesca predatória e promover conscientização a respeito do problema, os princípios norteadores da campanha “Deixe o Caranguejo-Uçá Namorá” são:

– Não praticar a pesca predatória. Respeitar o ciclo de vida e o período de reprodução das espécies

– Não comprar nem vender caranguejo pescado de maneira ilegal

– A pesca do caranguejo-uçá deve ser feita apenas por pescadores profissionais que possuem autorização especial para captura de caranguejo-uçá, de acordo com a Resolução SMA nº 64/2015.

 

 

*foto: Mayra Jankowsky