Árvores exóticas serão substituídas por nativas no PE Serra do Mar

Projeto resultará num novo atrativo para o Núcleo Caraguatatuba do PESM, em que o visitante poderá conhecer diversas espécies de frutíferas nativas da Mata Atlântica

O Núcleo Caraguatatuba do Parque Estadual Serra do Mar (PESM – NUCAR) está passando por uma Restauração Florestal que visa substituir espécies exóticas da flora por nativas. A ação está acontecendo no entorno da Sede Administrativa do Parque e é resultado da compensação dos impactos ambientais no âmbito do licenciamento do empreendimento Nova Tamoios Contornos, sob responsabilidade da DERSA (Desenvolvimento Rodoviário S.A.).

A restauração florestal no PESM – NUCAR consiste na erradicação de espécies exóticas de palmeiras como a seafórtia, fênix, açaí e areca que foram plantadas há mais de 25 anos na unidade de conservação e serão substituídas por espécies nativas do bioma Mata Atlântica. Inicialmente, as palmeiras exóticas serão cortadas e as epífitas (bromélias, orquídeas, cactáceas etc.) resgatadas serão plantadas no entorno do Centro de Visitantes da Unidade de Conservação.  Ao todo, serão plantadas 1.650 mudas de árvores nativas, dentre elas a palmeira-juçara, a palmeira-jerivá, o araçá, a pitanga, o cambuci, a uvaia e muitas outras, numa área de 1,11 hectares. Outra área já reflorestada também será beneficiada e enriquecida com mudas de juçara.

Pomar das Nativas

Segundo o gestor do PESM – NUCAR, Miguel Nema Neto, tal medida atende ao Plano de Manejo do PESM e traz inúmeros benefícios para o ecossistema local. “As espécies exóticas são consideradas um problema ambiental, por competirem fortemente com as nativas. Por isso, o manejo para controle ou erradicação das exóticas evita a continuidade da dispersão delas pela fauna, possibilitando maior germinação, estabelecimento e melhor desenvolvimento das espécies nativas. Pedimos a compreensão dos visitantes pelos transtornos, mas em breve teremos novidades que vão agradar a todos”, adianta o gestor.

Miguel explica que no lugar onde o projeto está sendo desenvolvido, será implantada uma pequena trilha, chamada de Pomar das Nativas. Nesse novo atrativo, os visitantes poderão conhecer de perto os frutos da Mata Atlântica, contemplar a dispersão dos frutos e polinização das flores pela fauna. Também será possível conhecer diversas espécies de bromélias que compõem a Mata Atlântica, entre elas, os caraguatás, que dão nome ao município de Caraguatatuba, passando pela ponte sobre o “Rio de Bromélias”.

texto: Aline Rezende
foto: Miguel Nema Neto

Na foto, araçari-banana se alimenta de um fruto exótico, o que promove a dispersão desse tipo de semente