Parque Estadual do Aguapeí empossa Conselho Consultivo

O Conselho é um órgão colegiado, de caráter consultivo. com  mandato de dois anos

O Parque Estadual do Aguapeí (PEA) deu posse ao seu novo Conselho Consultivo para o biênio 2018-2020. O evento, aberto ao público, foi realizado no auditório do Parque, na sexta-feira, 18 de janeiro.

O Conselho do PEA é paritário, composto por 18 membros titulares e 18 suplentes, sendo nove representantes do setor público e nove da sociedade civil. Em sua composição, o poder público será representado pela Fundação Florestal, Procuradoria Geral do Estado, Polícia Militar Ambiental, CATI/ITESP, UNESP, CESP e as Prefeituras dos municípios de Castilho, Guaraçaí, Junqueirópolis, Monte Castelo, Nova Independência e São João do Pau D’Alho, que integram o Parque.

A sociedade civil, por sua vez, será representada pelas ONGs Apoena e Pontal Flora, Comitê de Bacias Hidrográficas Aguapeí-Peixe, Cooperativa das Indústrias Cerâmicas do Oeste Paulista, Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da região de Dracena, Lions Clube Cidade Verde e as Usinas: Virálcool, Ipê e Rio Vermelho.

Em dezembro também tomaram posse os conselheiros da Estação Ecológica de Ibicatu, Parque Estadual Furnas do Bom Jesus, Parque Estadual Porto Ferreira, APA do Carmo, APAs Piracicaba Juquery Mirim Área II, Bairro da Usina e Sistema Cantareira. E em janeiro, da Estação Ecológica de Paulo de Faria.

Em breve, também tomarão posse os conselheiros do Parque Estadual Xixová-Japuí, Parque Estadual Nascentes do Paranapanema,  Parque Estadual Vassununga, PESM Núcleo Padre Dória, APA Silveiras, APA da Várzea do Rio Tietê e APA do Barreiro Rico.

Conselho Consultivo

O Conselho Consultivo é um órgão colegiado, de caráter consultivo, que subsidiará as ações de implantação e gestão dessa Unidade de Conservação e seu entorno. O mandato dos conselheiros é de dois anos, sendo uma atividade não remunerada e considerada de relevante interesse público.