APA Marinha do Litoral Centro completa 10 anos contando histórias

A Unidade lança as “Histórias no Mar”, compiladas por ocasião dos 10 anos da unidade, comemorados em outubro do ano passado. São relatos comoventes de pessoas que vivem do mar e lutam pela sua preservação

A APA Marinha do Litoral Centro comemora 10 anos com muita história para contar. O projeto Histórias do Mar ouviu histórias verdadeiras e profundamente humanas dos habitantes da região que vivem e participam ativamente das ações em defesa da vida natural da região.

Uma delas aconteceu no dia 8 de setembro de 2017. Durante patrulhamento na costa do município de Mongaguá, no interior da APAMLC, uma equipe da 5ª Companhia de Policiamento Ambiental Marítimo do 3º BPAmb, avistou uma tartaruga da espécie Caretta caretta com dificuldades de se manter na superfície da água para respirar. Imediatamente, retornaram e providenciaram o resgate do animal, que estava extremamente debilitado.

A tartaruga chegou a não apresentar sinais vitais, porém a equipe – formada pelos cabos PM Galvão, Cb PM Hora, Cb PM Michael, Sd PM Nascimento, Sd PM Laurentino – conseguiu reanimá-la com massagem cardiorrespiratória, após verificar se havia algum objeto obstruindo as vias respiratórias. Ela foi encaminhada ao Instituto GREMAR, onde segue em constante monitoramento e se prepara para retornar à natureza, momento esperado com ansiedade por todos os envolvidos no resgate.

Outra história é a do pescador José Luiz Mendes Jr. Ele conta que seu primeiro contato com o mar foi aos cinco anos de idade. “Isso foi como a descoberta de uma paixão que já estava em mim, como um dom natural. Minha relação com o mar pode ser definida como um casamento para toda a vida. Todas as minhas conquistas vieram dessa parceria. Aos 11 anos de idade já fazia da pesca o meu sustento, trabalhando com meus irmãos no camarão, rede de espera, tarrafa, mergulho e arrasto de Praia. Agradeço a Deus todos os dias por me dar uma profissão tão abençoada”.

A gestora da APAMLC, Maria Carvalho Tereza Lanza, uma das idealizadoras do Histórias do Mar, fala que “o brilho no olhar do pescador, a beleza das criaturas que se envolvem na imensidão azul e a liberdade que o mar emana, me desafiaram, iluminaram meu coração e minha vida se transformou“.

O diretor adjunto da Diretoria Litoral Norte Carlos Zacchi Neto lembra que “No início do trabalho de elaboração do Plano de Manejo, não posso negar que ficamos bastante preocupados. Como faremos esse Plano de forma que tenha a cara de cada um dos usuários das APAS Marinhas. Passados todos esses anos de trabalho e muita dedicação de toda a equipe e de todos que deixaram seus afazeres para participar das inúmeras reuniões e oficinas. Recebemos centenas de contribuições. O que com certeza deixou esse documento com a cara de todos vocês. Acredito que acertamos graças à participação em massa de todos”.

Zacchi diz também que “vale registrar que, com isso, estamos fazendo história na conservação costeira marinha. Foi sensacional trabalhar com todos vocês parabéns a todos! Viva as APAs Marinhas!”.

A publicação termina citando Fernando Pessoa que disse: “Às vezes eu ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido”.

Clique aqui para conhecer todas as histórias.